domingo, 3 de janeiro de 2010

Amarantina - Distrito de Ouro Preto - MG



Saímos em uma tarde de sábado a fim de encontrar um local para almoçar. Partimos de Belo Horizonte com destino à BR 040, sentido RJ, mas sem uma cidade em mente. Entramos no trevo para Ouro Preto e paramos em um posto de combustível. O frentista indicou Amarantina. Como nunca tínhamos ouvido falar, perfeito!



Chegamos ao pequeno distrito com fome e uma moradora indicou um bar na entrada da cidade que já não servia mais almoço, afinal, o relógio já marcava mais de duas horas. O próprio dono do bar recomendou o BAR DO EDUARDO (Bar do'duardo).


Fomos recebidos pelo Eduardo que nos atendeu com muita atenção falando sobre o prato do dia: Feijão Tropeiro Completo para duas pessoas (R$ 24,00). Aceitamos e aguardamos tomando uma cerveja gelada (R$ 3,50).







A comida foi servida em 10 minutos, quentinha e com ótima aparência. O sabor não deixou a desejar com um tempero de comida caseira de uma legítima culinária mineira. Após servidos, o Eduardo nos consultou umas duas vezes para saber se havíamos gostado da comida ou se precisávamos de algo a mais.



O lugar, apesar de simples, é muito agradável, ventilado e limpo.



Para conhecer o BAR DO EDUARDO, segue abaixo a foto do cartão com o endereço.





Na hora de pagar a conta, Eduardo nos indicou visitar o MUSEU DAS REDUÇÕES que ficava a 2 minutos de carro. Em toda a cidade, há placas indicando como chegar.



O museu apresenta 27 miniaturas em escala 1:25 de várias edificações como igrejas, fortes, edifícios públicos e pontos turísticos famosos como o Palácio da Alvorada e a Igrejinha da Pampulha.



As miniaturas são surpreendentes em seus detalhes. Os artistas procuraram utilizar ou reproduzir materiais da época para recriar as construções. O que nos surpreendeu foi o fato de que todas as peças foram feitas por quatro aposentados que não tinham formação em arquitetura. O trabalho levou 28 anos para ser concluido o que resultou em um prêmio nacional da Revista Quatro Rodas. Como não é possível fotografar dentro do museu, indicamos que visite o site http://www.projetoreducao.com.br/conheca.html para saber mais. A visita é R$ 8 por pessoa tendo direito à meia-entrada.




Ao sair do museu, encontramos uma placa muito simpática que dizia: Sorvete Dois Irmãos. Paramos o carro e entramos na casa do Ivan, um dos irmãos, que nos recebeu com um sorriso encantador. Entre as cadeiras, moradores da região disputavam o pouco espaço para escolher os sabores do freezer.





Experimentamos o de maracujá, banana e abacaxi com coco. Segundo o Ivan, os sorvetes são feitos na na casa por ele e sua mãe. A produção caseira tem qualidade de sorveterias caras da capital. Os pedaços das frutas e o sabor chamavam atenção.








A simplicidade do lugar era um charme a parte. Quando perguntamos quanto era um copo d`água, Ivan ficou apertado, pois não vendia copos de água industrializados. Mas para não nos deixar com sede, pediu para um amigo buscar a garrafa na geladeira da sua casa e nos serviu com a maior satisfação. Nossa opção foi 1 cascão com 3 bolas (R$ 3,50) e 1 cascão com duas bolas (R$ 2,50). Detalhe: as bolas são enormes!



Andando pela cidade, encontramos uma população receptiva que não economiza sorrisos ao dar informações a turistas. As casas são simples, a cidade é limpa, as ruas são estreitas, mas de fácil acesso.



Encontramos casas em estilo colonial como a Casa Paroquial (direita da foto abaixo).



No alto do centro do distrito, vemos a igreja católica. Estava fechada quando chegamos, mas a própria fachada demonstra preservação e devoção da população.



Logo abaixo da igreja encontramos uma ruina tomada de mato entre suas paredes de pedra. Não descobrimos o que era, mas a funcionária do supermecado em frente disse sem muita segurança que se tratava de "algo... uma casa de escravos".



Se ficou interessado, para chegar não é difícil. No sentido BH-RJ, pegue o trevo na BR-040 para Ouro Preto. Siga pela BR-356 até aproximadamente o KM 64,5.



Você vai passar pela a entrada da cidade de Itabirito, Coelho e logo em seguida encontrará a placa acima.

Ao entrar à direita, encontrará a mercearia do trevo. Pegue a estrada à esquerda e siga direto até encontrar o centro de Amarantina. Cuidado com a velocidade na estrada. Apesar de estreita, passam ônibus de viagem.



Se quiser informações sobre a história da cidade e dados sobre a população, acesse o link da Wikipédia: http://pt.wikipedia.org/wiki/Amarantina

Caso você já tenha visitado Amarantina, envie suas dicas e comentários. Caso se interesse, envie a foto de sua autoria com comentários para o e-mail estaeareal@gmail.com para publicarmos com o seu crédito.

Se visitou a cidade por nossa indicação, comente aqui e diga o que achou do passeio!

Boa viagem!

16 comentários:

nilzinha disse...

Sou moradora de Amarantina e gostaria de recomendar as festas religiosas e populares.
Durabnte todo o mes de maio temos reza coroação e barraquinhas tipicas nos fins de semana e no ultimo fim de semana Festa de Maria Concebida
No dia 14 a 16 teremos a festa do Cavalo
em setembro a maior festa de nosso distrito a festa de São Gonçalo no terceiro final de semana do mes com cavalhadas e muitas atrações populares .nao deixem de conferir abracos da Nilzinha

Dalila disse...

Olá,
Também sou moradora do distrito, e gostaria de contribuir com algumas informações a respeito da Casa de Pedra de Amarantina. O monumento constitui o patrimônio edificado do distrito e, segundo a tradição popular, foi construído pelos primeiros bandeirantes que aqui chegaram entre os séculos XVII e XVIII. O edifício foi tombado pelo IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em 1963 e caracteriza-se como casa setecentista ou bandeirista por possuir características específicas deste tipo de edificação. Atualmente a Casa se encontra em ruínas, e a população de Amarantina aguarda a concretização do projeto de restauração e conservação da mesma, proposto pela Prefeitura Municipal de Ouro Preto.

Cássia disse...

Olá, pessoal, sou a Cássia, mãe da Dalila. Nascida e criada em Amarantina.
Agradeço ao nobre casal que conheceu Amarantina por acaso e conseguiu retratar, de forma tão amiga, o nosso pequeno distrito.
Ressaltando o comentário de Dalila sobre a Casa de Pedras, gostaria que todos fizéssemos uma corrente, a fim de que o projeto arquitetônico para sua restauração seja logo aprovado no IPHAN.
Hoje, o Prefeito Angelo Oswaldo nos falou que já será contratado o engenheiro que fará os projetos complementares para restauração e que ele está buscando recursos para tal.
É pessoal, em breve, se Deus quizer, teremos mais um ponto de visitação além de um espaço para exposição e venda de artesanato, ralização de eventos culturais, etc...
Por enquanto, mais uma vez solicitamos ao serviço de limpeza da prefeitura que mantenha a área limpa. Infelizmente o espaço está abandonado.
Obrigada, Cássia.

Anônimo disse...

Ronicésar
Como é gratificante para nós Amarantinense, ver o nosso distrito sendo tão bem retratado! deixo os meus sinceros agradecimentos ao casal que brilhantemente esta mostrando nosso distrito. Que possam voltar outras vezes, e levar para o mundo o que Amarantina tem de melhor! obrigado!!

nelma disse...

nao sou moradora de amarante mais conheço e ja estive la varia vezes .e digo de passagem que e um lugar muito agradavel tenho amigos muito querido la,e o avo do meu filho tb morra em amarante. meu filho nao se lembra muito das origem dele ai em amarnate.hj vivemos fora do brasil e e com imenso prazer que leio este documentario sobre amarante e sempre que poso digo ao conhecidos mineiros que morra por aki sobre este lugar maravilhoso.e trago comigo recordaçoes maravilhosa deste lugar.equando retornamos ao brasil vamos sim fazer uma visita, ja agora nao posso deixa de dizer sobre as maravilhosa impadinha da minha amiga nitinha, nunca vi nada igual quando passarem por la nao deixe de prova esta delicia abraço

monica mendes disse...

Olá,
Já fui moradora de Amarantina e fiquei muito feliz de encontrar este espaço relatando com tanto carinho deste pedacinho que um dia ja foi a minha casa e que me acolheu e a minha familia com tanto carinho, guardo no meu coração boas lembranças de todas as pessoas e deste lugar que faz parte da minha história.
obrigada!
Mônica Mendes

Anônimo disse...

Natal disse.....
Sou Morador de Amarantina.
A minha alegria será ouvir e visualizar sempre a nossa querida Amarantina, elogiada, criticada,engrandecida,combatida,defendida,
malsinada,falada,caluniada,festejada,
polemizada.
Mas jamais esquecida!
E sempre acolhedora!

Anônimo disse...

Lugar maravilhoso, muito bom hoje!
Mas lá já foi assim:

Povo brigador por qualquer motivo, povos vizinhos não podiam chegar que já era motivo pra começar uma briga, havia-se muita rivalidade entre os lugares vizinhos um verdadeiro ranca faca.
Curiosidade: até o padre (+ ou - 50 anos atrás) rogou praga. Em algumas décadas 60, 70 e 80 não havia batismo o padre levou o livro.

MAURIÇÃO SANTANA disse...

Nossa que saudade de amarantina estive la em 2008 fiquei la de julho a dezembro me apaixonei pela cidade pelas pessoas por tudo oh lugar maravilhoso tenho muitas fotos de la pra quem quer paz o lugar é esse ahh nao podendo esquecer da festa dos MANGUACEIROS que festa boa turma boa nao lembro bem mas é em setembro AMARANTINA te amo nunca te esquecerei ASS:MAURICIO, RIBEIRAO PRETO-SP

Anônimo disse...

Moro em amarantina, tenho que concordar com o realista, lembro desta fase boa e a prefeitura poderia ter dado um desfecho humano e merecido para o povo de amarantina neste quesito de obras.

Agora cade uma praça, um parque, biblioteca publica, internet para os menos favorecidos, integrações sociais, policiamento mais ostensivo, tratamento médico e odontologico, creches, calçamentos e asfalto dignos.Enfim, vereadores acordem pois esta prefeitura de OP esqueceu-nos!!!!!!

Anônimo disse...

Gostaria de saber onde ficar em Amarantina. Vocês tem algum contato com alguma pousada?

Anônimo disse...

Olá, sou morador de BH, também não conhecia a cidade, tive a oportunidade de conhecer nesse ultimo final de semana, juntamente com a festa de São Gonçalo. Participei de todo o evento com as Cavalhadas, procissão, missa dentre outros acontecimentos. Os moradores do distrito são bastante receptivos e me senti em casa. Infelizmente não conheci o museu das reduções, mas numa breve oportunidade, assim espero, quero passar por lá!

Anônimo disse...

Vivi em Amarantina nos anos 1990.
Naquela epoca os "hippies" tocavam a economia da cidade com seu trabalho alternativo: joalheria em prata, roupas,arquinhos de miçanga. Ensinando sua arte jovens de varias partes do mundo e de outros lugares do Brasil formaram uma geraçao de artesaos e artesas e influenciaram o povo de Amarante para o bem e para o mau.
Lembro com saudade dos bons momentos que passei naquelas terras, testemunhas do apogeu e da decadencia de um trecho da historia brasileira.
O clima era otimo; as pessoas simples e honestas.
Tinha o mercadinho da familia da Fifia e mais na frente um armazem de cereais e material de construçao. Nao lembro o nome do dono.
Os hippies que me lembro eram Juan, Marli, Mandrake, Jorge, Regina, Valeria.
Lembro de grandes caminhadas pela regiao observando a paisagem, bichos raros que eram caçados e a vegetaçao ja escaceando. Quem se aventurava pela regiao sempre encontrava casaroes e ruinas muito antigas pelo caminho
Quanta lembrança boa de Amarantina!

Unknown disse...

Olá,
Prazer,me chamo Ygor.
Ainda não tive o prazer de conhecer Amarantina,porém escrevo um livro (a história se passa nas fazendas do distrito)...
Como escritor não formado cursando o ensino médio,GOSTARIA DE ENTRAR EM CONTATO COM ALGUM MORADOR PARA ME DAR MAIS INFORMAÇÕES DO LOCAL PARA PODER ESCREVER COM MAIS DETALHES DO LOCAL QUE ESCOLHI POR SUA SIMPLICIDADE E APARENTE BELEZA LOCAL...
Me adicionem no Facebook - Ygor Rodrigues, no perfil estou com uma blusa amarela com paisagem africana...obrigado e aguardo...

Anônimo disse...

Amarantina.lugar q ja foi bom e agora esquecido,nao só amarantina mais todos distritos de OP,tantos vereadores como prefeito sao todos relaxados e incompetentes,unica coisa coisa q sinto hoje é sdd de uns tempos atras!!!
parabens a tropa q se juntaram pra fazer nossa amarantina andar para tras,amarantina ta regredindo no tempo,diante de tantos moradores buscando soluçoes para que haja melhorias no distrito,deparamos tb com uma prefeitura feita de suspeitos de corupçao.

Trazom Yern disse...

Olá. Vc aluga quarto para casal, por alguns dias?